Nossas Histórias

ESSE BLOG É PARA CONTARMOS AS NOSSAS HISTÓRIAS, MOSTRAR A NOSSA LUTA E A NOSSA VITÓRIA...

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Depoimento da amiga Marcia Longo...

ESSE DEPOIMENTO ESTÁ SOB O NOME VERDADEIRO...PARABÉNS A MARCIA, QUE DEIXOU DE SER UMA FILHA DO SILÊNCIO!!!

"Vivi a experiencia do abuso sexual dos 3 aos 11 anos pelo meu pai e depois, entre os 9 e 10 anos, pelo meu irmão mais velho. Entre todos os traumas que enfrentei acho que o que foi mais difícil de entender e superar foi a sensação de culpa e vergonha que sentia. Acho que a sensação de culpa vinha do sentimento direto de ter sentido prazer nos momentos de abuso. Isso doía muito pra falar, pq eu sentia muita vergonha de ter me sentido excitada sexualmente. Eu pensava: sou tão horrível qto eles (pai e irmão). Eu não presto entre muitos outros sentimentos confusos. Depois de muito tempo falando sobre isso no grupo e na terapia, comecei a entender que meu corpo reagiu a um estimulo. Poderia ter sido um estimulo de amor, de alegria mas, no meu caso foi um estimulo sexual e meu corpo reagiu a isso. Depois que entendi isso ficou muito mais fácil lidar com minha experiencia de abuso e principalmente com minha sexualidade. Gostaria muito de saber a opinião de outras pessoas de como se sentem a respeito e como superaram esse obstaculo. Bjo a tod@s e cuidem-se sempre com muito carinho."

5 comentários:

  1. Márcia, minha experiência foi totalmente diferente...ma consegui aos poucos superar, perdoando o meu pai e não vivendo do passado. Ajudar aos outros abusados, me ajudou a deixar de ser Filha do Silêncio. Um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  2. É muito difícil conviver com esse trauma, Fui violentada aos 6 anos de idade por meu próprio pai, lembro de td com clareza e isso eh o que mais tortura... hj apos vinte anos passados do ocorrido, guardo esse trauma sem conseguir contar... e o pior que tenho que conviver com o monstro como se nada tivesse acontecido... não sei falar o porque nao conto, talvez por medo... duvida do que as pessoas pensaram de mim, ser rejeitada pela família... tem dias que a depressão toma conta, me pergunto porque aconteceu o que fiz pra isso ter ocorrido comigo... tenho dificuldades de me relacionar, contei pra um namorado que tive, mas ele nunca mais tocou no assunto, só me disse que tenho que seguir em frente, mas pra quem vive o pesadelo de dentro sabe o quão doloroso e devastador é esse trauma na vida de uma pessoa... sigo lutando e com fé em Deus, pois só ele pode sarar minhas feridas. #aos pais peço que cuidem de seus filhos, e sempre, sempre deem atenção pra tudo que eles tentarem te dizer, sem repreenderem ... apenas abram a mente e escutem... pois podem estar querendo lhe contar algo que possa ajudá-los a não passar por tamanho trauma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NOSSAS HISTÓRIAS SÃO MUITO PARECIDAS E CONHEÇO O QUE VC SENTE. FALAR JÁ É UM BOM COMEÇO. NÃO GOSTO DE DAR CONSELHOS...MAS TENHO 20 ANOS A MAIS...NÃO DEIXE DE SE VALORIZAR COMO PESSOA E COMO MULHER. NÃO DEIXE DE SE AMAR. MUITA FORÇA PARA VOCÊ. ABRAÇOS, BYA!!!

      Excluir
    2. Querida, gostaria de lhe dar um abraço e deixar você me contar toda a sua história. Minha irmã foi abusada pelo meu padastro, ela me contou recentemente, guardou o segredo por 6 anos. Imediatamente me senti muito mal, pois se soubesse antes poderia tê-la protegido das outras investidas. Me senti muito culpada por não tê-la cuidado como ela merecia. Pense se não existe alguém em seu círculo que lhe cuidaria desta forma, esta pessoa pode te estender a mão, nem que seja para que você não sofra sozinha. Amigos, algum parente de confiança, ou mesmo uma professora gentil. Se existir uma faculdade de psicologia na sua cidade, a maioria possui um centro de atendimento gratuito a população. Se não existir, tente conversar com algum professor de lá.
      Porém, de todas as coisas, pense que você era uma criança e que não tinha como se defender. O que ele fez foi errado e covarde. Mas hoje você é uma adulta, e se ele ousar tocar você, o papo será outro. Homem infeliz e covarde, tenha certeza que ele também não é feliz, pois carrega os demônios em seu peito pelos erros que cometeu. Você não precisa perdoá-lo, pelo contrário, se um dia tiver a oportunidade, se afaste para sempre deste homem, para que ele nunca mais lhe faça mal. Muita força para você, amada.

      Excluir
    3. Vivian, eu...Bya, há um tempo deixei de ser filha do silêncio...tanto que funde a comunidade da qual esse blog faz parte. E meu pai já morreu vai fazer seis anos...Obrigada pelo seu carinho...abraço, Bya!!!

      Excluir