Nossas Histórias

ESSE BLOG É PARA CONTARMOS AS NOSSAS HISTÓRIAS, MOSTRAR A NOSSA LUTA E A NOSSA VITÓRIA...

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

03.12.2015

Com a postagem abaixo, que mostra exatamente como me sinto no momento, estou encerrando esse blog de depoimentos. Após a gravação de um programa no início do ano e da abertura do meu blog / diário no ano passado, as pessoas me procuram para conversar, pedir ajuda, trocar ideias. Então os depoimentos terminam aqui, com o meu, infelizmente totalmente diferente de como eu gostaria. Mas a vida é assim mesmo e o mais importante é sempre seguir em frente e manter a esperança e a fé. Aqui, nesse espaço, muitos deixaram de ser filhas ou filhos do silencio e tiveram a coragem de expor suas histórias...suas dores...seus medos. Todo o meu respeito e carinho a essas pessoas. Não virou um livro...eu não quis. O blog já é um livro. E quem quiser saber como é a vida de uma abusada sexualmente com todas as suas consequências físicas e emocionais pode ler no blog "Diário de uma filha do silêncio / Bya Albuquerque" :
http://diariodabyaalbuquerque.blogspot.com.br

Abraço carinhoso a todos que não só colaboraram 
com o blog, mas também sempre mandaram
mensagens de força e encorajamento. 
Bya Albuquerque



ÚLTIMO DEPOIMENTO / BYA ALBUQUERQUE

Era uma vez uma menina...menina num corpo de mulher...mulher num corpo de menina vagando por um mundo sombrio. Sozinha, solitária, com medo. Muitas vezes dava de encontro com outras sombras que também vagavam por ali. Sempre a procura de uma saída ou de uma luz. Nunca encontrando o que procurava. Às vezes sentia muita ansiedade e outras vezes não. Às vezes a esperança tomava conta do seu ser e outras vezes era o desespero. Fazia frio, mas ela mal sentia...sentia era muito calor. Não sentia fome, porém a sede era constante. Via os outros vultos que também estavam procurando paz e consciência de si mesmos...o encontro da alma com o corpo...sua essência. Ela não sentia medo...somente uma ânsia enorme de um encontro que a preenchesse com amor e esperança. Mas muitos que passavam por ela diziam para não ter essa esperança, que tinha gente que não foi feita para amar e ser amada...para ser feliz, somente para trazer felicidade aos outros. E quanto mais a menina ouvia isso, mais dentro do seu ser nascia uma determinação...uma teimosia de encontrar o que estava buscando. Mas como? Se ela mesma não tinha certeza dessa busca. Estava cansada ao extremo...mas não conseguia nem descansar e nem dormir. Muitos desistiam da busca e se iam. Mas não para a luz e sim para as trevas. A menina sabia como era fácil esse caminho, mas já estava acostumada com o difícil...muitas vezes com o impossível. Várias vezes ouvia o seu nome...ficava buscando, procurando...porém... em vão. Estava fadada a ficar nesse mundo de trevas, pois a única saída era a mudança. Mudança interior...dos seus conceitos...dos seus objetivos. Mudança em se respeitar...em se aceitar...em se amar. Será que ela conseguiu...consegue...conseguirá? Somente o tempo mostrará a verdade e quem sabe a saída...
B.A