Nossas Histórias

ESSE BLOG É PARA CONTARMOS AS NOSSAS HISTÓRIAS, MOSTRAR A NOSSA LUTA E A NOSSA VITÓRIA...

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Depoimento da B.

QUE LÁSTIMA...CRIANÇAS QUE DEVERIAM ESTAR ESTUDANDO E SE DIVERTINDO, JÁ VIRARAM ADULTAS E ESTÃO TENTANDO NÃO SE SUFOCAR COM DOR...

Não sei, se é por aqui que mando minha história mas espero que sim.

Bom, tenho 10 anos e fui molestada pelo meu padrasto quando tinha 8. Sabe, um homem que tinha três filhas..... Ele tinha problemas psicológicos, tinha convulsão, ameaçava se matar e se minha mãe não reagisse poderia até ter batido nela! Continuando, começou como uma brincadeira e ele me colocou no colo dele e nós estávamos sozinhos (minha mãe estava trabalhando e minha irmã menor na creche), quando estava no colo dele ele começou a se esfregar em mim e depois pediu pra minha deitar no sofá  e o ato continuou...... Eu me culpo, por ter deixado ele me tocar, eu me sentia suja! Mas o que eu poderia fazer? Um cara que tinha problemas psicológicos! Contra uma menina! Ele não me ameaçava, mas eu tinha medo! Ficava imóvel!
Pra acabar com este inferno, decidi contar para minha melhor amiga (também prima) que tinha uns 11 pra 12 anos, que contou pra sua irmã  mais velha, a mãe das duas contou para minha mãe, tudo aquilo era horrível! Mas o mais horrível, foi ver minha mãe chorar várias e várias vezes e eu não podia fazer nada! Passei por muitas situações constrangedoras, tendo que contar tudo para várias pessoas! Fazer aquele exame!
Depois de eu ter contado para minha mãe, o ato não se repetiu, mas ainda me sentia suja, não era a mesma coisa, ele me dava tanto carinho quanto o meu pai e foi fazer isso! Minha mãe ficou mais um ano com ele, depois não deu mais, as brigas as ameças, um dia deixamos de dormir em casa, pois ele falou pra minha mãe não voltar. Mudei de cidade e agora estou bem melhor, toda vez que minha irmã mais nova (filha dele) ou minha mãe fala dele eu me afasto.
Eu me culpo, mas não deixo de viver por nenhum covarde! Que quis estragar minha vida! Pois minha família é minha razão de viver!

Beijos obg pela oportunidade e adoro o seu blog!!!!

7 comentários:

  1. Não se sinta nem suja e nem culpada! Com certeza v não tinha como se defender. Nem se quisesse! Como uma criança poderia se defender de um adulto? V fez a coisa certa: falou a verdade e denunciou o cretino. Meus parabéns por ter tido coragem de viver e por buscar sua felicidade. V é um exemplo para mim!

    ResponderExcluir
  2. Eu fui abusada quando tinha 13 anos por um tio de uma "namoradinho"
    que eu tinha (fase da adolescência). No fim de todo ato que me sentia da mesma maneira que vc se sente,suja,imunda,machucada
    interiormente,emocionalmente,psicologicamente,resumindo me sentia UM LIXO. Depois de dois meses que aconteceu essa monstruosidade em minha vida ainda descobri que estava grávida dele (abortei),aí mesmo que eu me sentia um nada. Meus pais até hoje não sabem do ocorrido,enfrentei essa barra sozinha por 3 anos até que conheci o meu atual marido que veio pra me ajudar,me apoiar e me mostrar que eu posso ser mais do que infeliz queria q eu fosse no meu futuro! Me sinto ainda coagida,me pego ás vezes com a minha vida passando em minha mente como filme, ás vezes fico em depressão.Mais hoje eu posso dizer que eu consegui,pois eu consegui GRITAR pra alguém a minha situação e a pessoa me apoio e não me julgou! Então B.pense que você é muito mais limpa que ele não teve a dignidade de manter um relacionamento sádio que tinha com vc,pense que você pode ser feliz,você pode ter um futuro brilhante pela frente,indiferentemente deste monstro q já tem o seu destino traçado! Hoje tenho 20 anos,sofro reflexos,mais não sofro oq ele queria que eu vivesse num mar de sofrimentos.Olhe pra frente,siga o seu foco e seja feliz minha linda! Bjos da Ane

    ResponderExcluir
  3. Eu não posso responder pela B., pois as pessoas mandam o depoimento para o meu e-mail ou deixam aqui nos comentários e muitos não mantêm mais contato.
    Mas quero dizer que sinto orgulho de vc ter dado o seu grito e ter continuado com a sua vida. Infelizmente, essa força e superação, poucos conseguem alcançar. Parabéns por isso!!! Um abraço, Bya.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Beatriz, pelos comentários e pela visualização dos mesmos. Abraço carinhoso, Bya.

      Excluir