Nossas Histórias

ESSE BLOG É PARA CONTARMOS AS NOSSAS HISTÓRIAS, MOSTRAR A NOSSA LUTA E A NOSSA VITÓRIA...

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Relato de uma menina.

"Comecei a ser usada quando tinha cerca de 7 pra 8 anos! Amava ir pra casa da minha vó todos os finais de semana, férias e feriado!
Na época meu tio mais novo tinha cerca de 17 pra 18 anos e começou a me molestar.
Eu como nova não entendia muito bem, achava que ele queria me namorar e deixava!
Foi ficando cada vez pior. Um dia, meu avô pegou ele passando a mão em mim e contou a minha vó, ela chamou minha atenção como se eu estivesse errada e ameaçou contar a minha mãe, mas como não queria fazer conflitos entre meu pai e o irmão, fiquei quieta! Conforme o tempo passava, percebia que aquilo era um vício, quando brincava com minhas primas, brincávamos de ficar passando a mão uma na outra, quando dormia na minha tia, dormia em uma cama com um primo da mesma idade, e ficamos molestando um ao outro.. e assim foi! Até que um certo dia minha tia por parte de mãe tinha uns amigos senhores, ela me levou junto com minhas primas até onde eles moravam, e novamente fui abusada. Eles abusavam e eu deixava, calada, pois pra mim aquilo não era ruim era prazeroso!
Tinha cerca de 10 pra 11 anos não entendia muito bem! Mas minha infância foi bem difícil, aos 14 anos tive meu primeiro namorado, foi minha "primeira vez", confesso que foi horrível, mas foi a porta pra me tornar mais ambiciosa por sexo! Só me senti liberta quando comecei a buscar através da FÉ, em 2011. Me considero curada e liberta fisicamente e emocionalmente!" (Relato de uma menina - 2013 - Vic.)

"O corpo humano responde aos estímulos recebidos, bons ou maus. Muitas crianças sentem prazer durante o abuso sexual, o que é natural em termos de excitação fisiológica, ou resposta do corpo frente a um estímulo, e não significa que a criança queira ser sexualmente abusada e nem que ela está apreciando e gostando do abuso sofrido.
Os meninos podem ter ereções e meninas podem ter lubrificação vaginal, não só pelo prazer frente ao estímulo, mas também como reflexo do medo que sentem.
Mas, as crianças não entendem dessa forma e geralmente acreditam que o abuso é culpa delas. As crianças mais velhas, podem até sentir orgasmo como resultado do abuso, o que as faz ainda mais envergonhadas e mais culpadas.
Os abusadores sexuais usam esse sentimento de culpa e vergonha das crianças como forma de controlar a criança e desencorajá-la a denunciar o abuso.
Pois manipulam a criança fazendo-a acreditar que foi ela quem quis esse contato sexual porque teve prazer com ele.
A criança com isso sente-se traída: traída pelo abusador, traída por seu corpo responder aos estímulos e traída por si mesma por "concordar" com o abuso sexual." Drª Magda Gazzi

Quando sofremos abusos, são gerados transtornos em nossa mente. Buscamos prazer demasiado em sexo, alguns nas drogas, álcool e etc.. Sempre tentando fugir daquilo que um dia bateremos de frente, ou seja, o tempo que passar, se não tratarmos e buscarmos a cura emocional, a vida se encarregará de nos parar. Quem determinará o que será feito do problema, será você!! Ninguém fará isso por você. Terapia e muitas coisas podem ajudar sim, mas você será o grande arquiteto da construção dos novos alicerces de sua vida!! Tome as rédias da sua vida, faça a diferença hoje!! C.M.

Nenhum comentário:

Postar um comentário